Tag Archives: Ano Novo

Seja bem vindo 2013!

16 jan

Image

Há um ano atrás eu escrevi um post falando sobre como 2011 tinha sido um ano difícil e o quanto eu esperava que 2012 fosse um ano bom. Deus ouviu minhas orações e me deu um 2012 absolutamente INCRÍVEL! Foram tantas conquistas pessoais, com a formatura, a aprovação no concurso e no mestrado, tantos convites e oportunidades incríveis. Os dias da formatura que acabaram por ser dias de sonho, verdadeiramente! Mas nada nisso tudo se compara a felicidade de ver minha irmã terminando seu tratamento com tanta bravura, sendo uma fortaleza de força, coragem e vivacidade. Esse, definitivamente foi o ponto alto de 2012. Até o último segundo do ano, 2012 me fez feliz. Claro que eu não fui feliz em todos os segundos do ano, mas sabe que eu nunca havia lamentado antes o fim de um ano? Bom, 2013 já chegou trazendo muitas coisas boas e nem tão boas assim. Mas a expectativa que eu tenho para esse ano é que Deus me conceda a possibilidade de consolidar muitos dos projetos que surgiram em 2012. Em minhas orações tenho pedido que Deus tome a frente e me possibilite, se assim for de Sua vontade, tempo para viver as tantas coisas que esse 2013 me promete. Independente de qualquer coisa, eu não poderia estar mais agradecida. E sinto que 2013 será também um ano de grande amadurecimento profissional e pessoal. De novas coisas, de uma nova fase. E, se possível for, gostaria de dividir um pouco disso com vocês!

Em 2013 muita fé, muita saúde, muito amor, felicidade, amadurecimento e sucesso pra todas nós!

Xoxo, S.

pra ter um ano novo.

16 jan

Eu confesso, 2011 não foi um ano bom. Na verdade, acho que foi o pior de todos. Quem me conhece e realmente acompanha a minha vida vai entender do que eu estou falando. Eu costumo ser uma pessoa muito sorridente, mas, em 2011, essas pessoas tiveram que lidar com uma Shy mais triste e, por vezes, descrente, apática. Por isso, desde já, eu agradeço às pessoas que estiveram por perto, suportando (tanto no sentido de dar suporte, quanto no de agüentar) me ver passar por essas fases. Mas, o fato é, que a gente aprende e cresce, também em circunstâncias ruins. E essas coisas modificam a gente, por mais que a gente não queira.

E esse ano, isso aconteceu comigo. Tive que enfrentar situações que mudaram um pouco minha forma de ver a vida, que lidar com um real que, por vezes, vem mostrar o avesso do que tínhamos sonhado. Paciência. Força. Fé. Encantamento. Tudo isso foi colocado à prova e, sabe o que eu descobri? Por mais difíceis que sejam as situações que enfrentamos e enfrentaremos, podemos achar uma forma de sobreviver a elas. Parece auto-ajuda? É porque, nesse caso, é mesmo. Sou eu tentando me auto-ajudar. E 2011 foi um ano de realidade.

Todavia, graças à Deus a realidade nem sempre é esse monstro de sete cabeças que parece. Entre realidades difíceis, encarei a realidade da minha futura profissão, com a chegada do tão sonhado momento do estágio curricular obrigatório. E, tenho que dizer que, mais uma vez, estou apaixonada pelo fazer do psicólogo. Estive apaixonada pelo curso durante esses quatro anos de teoria e, agora, na prática, estou apaixonada pela prática da minha profissão. Hoje, não me restam dúvidas: estou exatamente onde eu queria estar. Para isso, agradeço a minha supervisora, minhas preceptoras e colegas de estágio, entre elas: outras estagiárias, residentes e profissionais em processo de complementação especializada que contribuíram diariamente para enriquecer-me teoricamente e apoiar a construção de minha prática como psicóloga. Venho agradecer, de público, à Tathyane Gleice, Nauana Sobral, Bárbara Monte, Lú Lima, Vicentina Barbosa, Janaína Prado, Camilla Stor, Camylla Sales, Symone Gondim, Daniela Charamba.

Agradecer se faz necessário para além do dia a dia no estágio. Agradecer à Deus por tudo que vivi. Pelos momentos bons e ruins, pois, em todos esses momentos, senti a Sua presença cuidando de mim, cuidando dos meus. Usando pessoas, como anjos sem asas, para nos ajudar. Algumas dessas pessoas eram até então desconhecidas, que entraram em nossas vidas de maneira decisiva, dispostas a fazer-nos ir além daquilo que imaginávamos que fôssemos capazes. Outras eram já velhas conhecidas, que, ao longo de minha história, estiveram presentes, e, mais uma vez, ocuparam os lugares que já haviam conquistado previamente em minha vida: amigos, irmãos, amigos-irmãos. Não tenho palavras para agradecer à Deus pela vida de vocês na minha vida. Mas sei que Deus, que vê tudo aquilo que fazemos pelos outros em secreto, os recompensará. Tenho que ressaltar aqui, alguns nomes, entre eles: Igor Cardoso, Emanuella Rodrigues, Diego Ribeiro, Ludmila Menezes, Alanna Figueiroa, Fernanda Vasconcelos, Lú Gusma, Luciangela Marques, Sara Duarte, Cinthya Albuquerque e Claudia Guilherme e muitos outros que, embora não pudessem se fazer tão presente, oraram por nós. A vocês eu agradeço por serem presentes, em todos os sentidos que essa palavra pode ter. Além desses, tenho que agradecer a cada uma das pessoas da minha família. Pois, em situações difíceis, percebemos a real importância que temos na vida uns dos outros e o sentimento que nos une, para além dos laços de sangue. Absolutamente, amo vocês.

E 2012 chegou. O ano tão esperado. Promete ser ainda um ano de muitas lutas, com a continuação do tratamento de Nene e com o último semestre de curso. Mas, creio, que será, pelas mesmas razões um ano de vitórias, de muitas vitórias. E convido vocês a vivê-las junto comigo, junto conosco. Pois, nada mais justo que, vocês, verdadeiros alicerces na luta, tenham parte importante na comemoração dessa conquista. E é com esse convite, que eu convido vocês a viver um ano novo mais que abençoado. Com os sinceros votos de muita paz, amor, saúde, felicidade e sucesso!

Que seja um ano doce para todos nós, e que possamos estar atentos em reconhecer o agir de Deus cada vez mais!

xoxo, Shy.